O medo da mulher

13:08

(Fonte)

Andar de bicicleta no finalzinho da tarde, vendo um por do sol maravilhoso, com aquele ventinho batendo no rosto e ouvindo uma música relaxante deve ser a melhor coisa que existe, deve ser uma sensação incrível de liberdade, mas eu nunca poderei fazer isso. Sair do trabalho sozinha e ir tomar uma cerveja para relaxar, andar pela cidade só para se distrair, ir para a praia ler um livro, eu nunca vou fazer isso sozinha. Todas as pessoas são ensinadas a se cuidar, afinal o mundo hoje em dia está muito violento, mas por ser mulher, não basta me cuidar, eu tenho que evitar certas coisas. Andar sozinha é muito perigoso para mim, porque o mundo é cruel, porque andam assaltando e matando, porque andam sequestrando e estuprando, porque andam assediando e espancando. Quantas vezes você deixou de fazer algo por medo?
Na vida da mulher, desde o primeiro dia, ela é ensinada que ela é mais fraca, a mulher cresce ouvindo que tem que se dar o valor, que não pode sair sozinha, que não pode ficar até tarde na rua, que tem que estudar, casa e ter filhos. Desde pequena é nos ensinado o quanto somos frágeis, o quanto somos pequenas em relação aos homens. Na pré-adolescência ouvimos que temos que nos guardar para alguém especial, que seremos putas se tivermos muitos homens, que usar roupas curtas é não se dar o respeito. Somos preparadas a nos proteger dos homens, orientadas a nunca ficar sozinha com eles, a sempre falar se algo acontecer, comigo foi assim, eu cresci ouvindo que eu poderia ser abusada sexualmente.
Falar de sexo com mulher é mais importante, carregamos mais responsabilidades e se o sexo não tiver proteção vamos carregar uma vida e aborto é crime, mas abandonar a criança na barriga da mãe é normal. Somos tão influenciadas pelos nossos pais, mas no fundo sabemos que não é por mal, até porque isso pode acontecer com qualquer um, principalmente se você for mulher.
Eu queria poder dizer que nunca fui assediada, tem vezes que eu prefiro sair com a pior roupa na rua, com cara de morador de rua mesmo, porque assim não escuto nenhuma cantada, eu prefiro que as pessoas me olhem torto, do que ter que sentir o peso daquele olhar nojento em cima de mim. Eu tenho medo de sair sozinha, tenho medo de andar de ônibus, tenho medo de amizades masculinas, medo do vizinho, tenho nojo. E o medo não é só de sofrer alguma violência, é a preocupação com a vida depois disso, como se não bastasse a dor física e o destroço mental que fica, você ainda é julgada porque você nasceu mulher e estava provocando. Mesmo que a justiça, em termos de lei, seja feita, você nunca vai se livrar de comentários infelizes e olhares estranhos, com nojo e provocadores.
Por mais que se fale, que se lute, que se exponha, que se apoie, isso não muda, eu continuo calada ao ouvir cantadas e provocações, eu continuo evitando, eu continuo fugindo. Até quando? Eu só quero o que é meu de direito, a minha liberdade, o meu direito de ir e vir! Eu quero falar, quero ser eu mesma, quero ser respeitada, independente da minha roupa, do meu corpo, da minha aparência, eu só quero ser vista como um ser humano.

Posts relacionados

4 comentários

  1. Amei seu texto; como mulheres, devemos exigir e buscar nossa liberdade! <3

    www.rafaelaarnoldi.com.br

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Fico feliz que gostou, ainda sonho que um dia vamos ser todas fortes!

      Excluir
  2. Adoorei o texto e é complicado demais. Já respondi, e fiquei com medo. O pior é isso, vivemos com medo. Pensamos duas vezes na roupa que vamos usar caso vamos usar o metro. Sair de noite, sozinha, em uma rua escura? Meu deus, eu não tenho coragem. Até quando?

    Beijos, Love is Colorful

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Infelizmente vivemos numa época em que somos privadas de nossa liberdade que é nossa por lei, mas eu sei que um dia vamos conseguir superar isso tudo.

      Excluir

Os comentários são moderados para que eu possa responder a todos, lembrando que:
- Só comente se você ler o post, não saia comentando algo baseado pelo titulo/fotos do post.
- Você pode deixar o link do seu blog logo após o comentário que eu vou adorar conhece-lo!
- Spam não é bem vindo, seu comentário não será aprovado e não entrarei no seu blog.

Obrigado pela visita e volte sempre!

Subscribe