A maior mudança vem de dentro

10:00

Eu estava atualizando a lista 101 coisas para fazer em 1001 dias e minhas metas de 2016 e percebi algo muito interessante, em ambas as listas eu citei ter um emprego que me faça sentir bem, mudar de emprego e já em novembro eu ainda continuo na mesma empresa, no mesmo setor, trabalhando com a mesma coisa. Ai eu me pergunto, será que foi comodismo, preguiça, desistência, esquecimento? E percebo que a resposta é que mesmo continuando no mesmo trabalho, com as mesmas pessoas, com as mesmas funções eu realizei minha meta de ter um emprego bom.
Deixa eu explicar: eu trabalho com telemarketing, atendo clientes de uma empresa de telefonia e auxilio em tudo. Qualquer coisa que você liga para pedir em um telemarketing praticamente eu faço. Eu me sentia mal, acredite, trabalhar em telemarketing não é fácil, muita gente pensa que a gente fica fazendo a unha e atendendo alguns clientes, mas a verdade é que entra uma ligação atrás da outra, de diversos assuntos e você tem metas a cumprir. O fato é que nem todo cliente liga por problemas ou por dúvidas, muitas vezes eles querem é xingar, descontar a raiva deles. É comum ser chamada de tudo quanto é palavrão e eu era muito  levada por esses xingamentos. Sabe aquele ditado de entra por um ouvido e sai pelo outro? Ele não funcionava para mim, eu acabava absorvendo tudo e consequentemente eu ficava muito mal. Mas onde eu quero chegar com isso tudo?
Eu quero dizer que às vezes, a mudança não precisa ser de escola, de emprego, de setor, de cidade, às vezes a mudança tem que ocorrer dentro da gente. Se tem algo te incomodando, te fazendo mal, você não tem que fugir daquilo, não tem que se esconder. Se estão te zoando, provocando na escola, falando mal de você, saiba que a solução não é sair daquela escola, você tem que mudar a si mesmo. Eu não estou dizendo que tem que ser da forma que os outros querem, mas tem que ser você mesmo. Eu sofri muito na minha época de escola, e foi a mudança de atitude que me ajudou. Eu parei de me importar, eu fui eu mesma, eu me conheci e parei de passar a imagem de garota insegura e alvo fácil, eu não dei o que eles queriam e eles pararam. Já no meu trabalho eu parei de me importar, voltei minha atenção para coisas boas e comecei a relevar coisas ruins. Eu criei uma áurea boa para mim e é assim que vou me manter daqui em diante.
O que eu quero dizer com tudo isso é que, nem sempre, mudar de posição vai melhorar, algumas vezes a gente tem que se olhar no espelho e mudar o que está dentro de nós!

Me acompanhe nas redes sociais:
Twitter | Facebook | Instagram | We heart It | Snap: pink_yuri

Posts relacionados

10 comentários

  1. muito bom :) as vezes não adianta a gente ficar fugindo de um problema, porque pra onde a gente for, ele vai atrás (talvez se apresentando de formas diferentes). mudar a postura e como encara aquilo é essencial, pena que nem sempre (ou quase nunca, haha) é fácil.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. é bem dificinho mesmo, mas nada que foco e determinação não ajude, é a melhor escolha para nossa vida

      Excluir
  2. Texto maravilhoso. Eu também era como você, me importava muito sabe? Se alguem me dizia algo eu absorvia e sofria com isso até o fim. Ainda bem que não sou mais assim, e sempre tento dar o meu melhor pra não voltar! Tento agora mudar minha postura, penso igual a você, o problema vai estar onde eu for... se eu não mudar, ele vai continuar me acompanhando!
    beijoss

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. A melhor coisa que a gente faz é tacar o foda-se né?! Dar mais valor as coisas boas... Isso muda muito nosso dia a dia

      Excluir
  3. Adorei o texto, Carol.
    E você tem toda a razão!

    www.ultimobiscoito.com

    ResponderExcluir
  4. Gostei muito do post! Me ajudou a ter uma visão diferente de como lidar com as coisas da vida. Continue assim 💎

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Fico muito feliz que você gostou. Um super beijo!

      Excluir
  5. Este comentário foi removido por um administrador do blog.

    ResponderExcluir
  6. Este comentário foi removido por um administrador do blog.

    ResponderExcluir

Os comentários são moderados para que eu possa responder a todos, lembrando que:
- Só comente se você ler o post, não saia comentando algo baseado pelo titulo/fotos do post.
- Você pode deixar o link do seu blog logo após o comentário que eu vou adorar conhece-lo!
- Spam não é bem vindo, seu comentário não será aprovado e não entrarei no seu blog.

Obrigado pela visita e volte sempre!

Subscribe